30.07.21 – Pais e Filhos

Compartilhe nas redes sociais:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram

Data

A maior parte dos meus atendimentos são a pessoas que tem problemas em família, filhos com situações mal resolvidas com os pais. Ver pessoas que estão doentes, com empresas de mal a pior por bloqueios que tem vindo de suas criações não é legal, por que sei bem o que é isso, passei por isso. Por isso nas terapias, mentorias pessoais quando converso sobre as soluções não é algo só que aprendi na teoria, mas vivi tanto o problema quanto a solução.

De um lado os pais agindo com amor pensando no bem dos filhos, de outro os filhos não se sentindo amados, com traumas e bloqueios. Essas histórias mal resolvidas resultam em pessoas carentes, que não conseguem entender e viver plenamente a felicidade.

Para os pais:

Eu escuto que fazem de tudo para os filhos, que dão o mesmo amor, que tratam igual… mas… Teus filhos são iguais? Não são! Então não os tratem como iguais. Um pode gostar mais de carinho, outro não. Um ama tagarelar, outro é quieto até demais. Um pega as coisas no ar, outro precisa de mais atenção e tempo. São tantas as diferenças que não tem como tratar igual quem é diferente.

Observem teus filhos, como reagem as situações, como eles gostam de ser tratados. Entendam que as épocas são diferentes, o mundo muda sempre. As coisas não são iguais de quando vocês tinham a idade de teus filhos. Olhem como eles entendem o amor, como eles dão amor a vocês, provavelmente é como eles gostariam de ser tratados.

Estudem sobre criação de filhos, sobre relacionamento conjugal, sobre família. Criem teus filhos baseados em princípios, baseados em Deus. Percebam o que pode ser negativo para eles, falas que criem o medo. A negatividade é muito prejudicial. Colocar medo para que eles entendam o que não devem fazer pode trazer bloqueios.

Falei num outro texto sobre a frase: “Engole o choro!”. Vocês falam isso para que eles não sofram, mas isso traz sofrimento. Hoje falando com uma das minhas irmãs falamos disso, falar para o filho: “Não vai doer, não precisa chorar.” Para quem não dói? Você não sentiria dor no lugar dele? Mesmo que não sinta, isso não significa que ninguém mais sentirá dor. Fale sempre a verdade, pode doer sim, mas vai passar. Se a criança chorar, entenda que cada um reage de uma forma. Não precisa incentivar o choro, mas também não precisa bloquear.

Não é fácil, não é? Mas é simples! Criar filhos não é uma tarefa fácil, mas é simples. É você saber para que teve filhos, por que teve filhos.

Eu tive meu filho e quero mais seis. Sabe por quê? Por que quero ter uma família grande, onde meus filhos tenham irmãos para brincar, compartilhar. Quero criá-los para que possam fazer, cada um, a sua parte para um mundo bem lindo e feliz. Vai ser fácil? O que sei é que farei de tudo para que seja simples, leve, prazeroso, feliz, cheio de conquistas para todos nós. Como farei isso? Junto de meu marido e ambos guiados por Deus. Se já errei, se vou errar? Provavelmente não. Erro só é erro quando temos consciência de que é errado e continuamos a fazer.

Pais, tirem o peso da culpa das costas! Vivam mais em família, teus filhos não querem dinheiro, querem presença, afeto. Eles, quando crescerem, irão tratá-los como se sentem tratados hoje e não como vocês acham que estão os tratando. Se são ausentes por causa o trabalho, não esperem atenção deles quando vocês forem idosos, eles foram ensinados que trabalhar para ganhar dinheiro é mais importante que conversar, almoçarem juntos…

Se já fazem isso, não se culpem, ressignifiquem e façam diferente a partir de agora e sem culpa! Não esqueçam que não foi erro. Se encham da presença de Deus, escutem o que Ele responde as tuas orações e tudo dará certo!

Para os filhos:

Assunto para outro texto, esse já ficou grande demais.

Beijo grande e feliz dia!

Ressignificação do planner:

1- Por que teu dia valeu a pena?

Hoje fiz algo que não gostava, que tive a oportunidade de ressignificar e adorar fazer hoje em dia, que é mexer com plantas.

E o teu, por que valeu a pena?

2- Quem é Deus para você?

Deus é meu Pai, é minha maior prioridade, é a quem dedico meus dias, minha vida, minha família, meu trabalho, tudo o que faço. É a razão da minha existência, pois foi ele quem me criou.

E para você, quem é Deus?

Deixe seu comentário sobre o post.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais
artigos

WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de suporte ao cliente está aqui para responder às suas perguntas. Pergunte-nos qualquer coisa!
???? Olá, seja bem vindo ao nosso portal.